Jornalista e escritora Sabrina Abreu conta tudo sobre “Parece Pausa mas é Travessia”

Entre páginas de um livro de poesia, reflexões de uma jornalista e escritora, durante um período de incertezas, nasceu uma obra para se admirar. “Parece Pausa mas é Travessia” é o mais recente lançamento de Sabrina Abreu. Um verdadeiro livro aberto, Sabrina Abreu contou ao NEXP Podcast como foi a produção, histórias envolvidas, evolução do trabalho e as inspirações que teve ao produzir este livro.

 “Fiz jornalismo para contar histórias verdadeiras mas sempre com aquele sonho de contar histórias de ficção porque literatura é a grande paixão da minha vida”

O sexto livro da jornalista e escritora belo-horizontina reúne 150 poemas sobre política, saudade e descobertas de uma vida em isolamento. E o episódio com Sabrina Abreu já está disponível nas plataformas de áudio. Ouça agora: Spotify | Deezer | iTunes/Apple | Google Podcasts E também em outras como: Overcast, Breaker, Castbox, Pocket Casts, RadioPublic e Stitcher, totalmente gratuito!

Parece Pausa mas é travessia

Isolada em seu apartamento no bairro Sumaré, em São Paulo, a jornalista e escritora belo-horizontina Sabrina Abreu fez o que sempre faz para melhor se expressar: escrever. Seus versos se tornaram um diário visual de quarentena, compartilhado no Instagram como #notasisoladas. Com palavras que capturam o espírito de um tempo estranho, as ironias, tragédias, esperanças e até algumas breves alegrias vividas, as Notas Isoladas repercutiram entre amigos de vida, de profissão, atraíram a imprensa e foram além, conquistando a simpatia de pessoas notórias como o estilista Ronaldo Fraga, a jornalista Bianca Ramoneda, a cineasta Daniela Thomas, as atrizes Ingrid Guimarães e Mônica Martelli e a apresentadora de TV Angélica

  “Afinal das contas a vida é só um caminho de ida, não existe parada” – comentou Sabrina durante o episódio.

Sabrina passou por um momento intenso, uma perda irreparável de sua prima, isso a fez enxergar a vida ainda mais diferente do que ela já observava. Compilando 150 dos quase 400 poemas publicados, o livro não traz frases inéditas, mas a forma com que foram organizados cria uma narrativa sobre dois momentos experienciados por Sabrina em isolamento social. 

Parece Pausa mas é travessia

“Os primeiros meses da quarentena pareciam um hiato, uma espera pela vida. Mas, aos poucos, fui percebendo que aquilo também era vida. Foi desse pensamento que veio o título. Embora pareça uma pausa individual e coletiva, nós continuamos nos movendo, de algum jeito – pelos nossos medos, sonhos, esperanças. Sempre foi uma travessia”, comenta a escritora.

Sabrina tem muitas referências importantes na vida, algumas conhecidas e outras que a fazem ter uma inspiração única. A autora compartilhou detalhes de sua carreira, contou sobre os outros cinco livros que já produziu e ainda deu detalhes de momentos especiais que teve durante a produção de Parece pausa, mas é travessia.

 

“Como uma autora que não é conhecida do grande público, eu encontro diversos obstáculos, na divulgação e no encontro com o leitor que é meu grande desejo e sonho. Eu falo: O livro só existe quando o leitor pega ele na mão e lê, o resto ainda é um livro esperando para existir.” – afirmou Sabrina Abreu ao NEXP.

 

A entrevista com Sabrina Abreu foi gravada online, assim como o isolamento que construiu o livro. O episódio do Angústia Nerd, programa de cultura, entretenimento e tecnologia do NEXP Podcast, teve apresentação de Klaus Simões e Victor Nerd 101

O diário se tornou o livro “Parece pausa, mas é travessia”, lançado pela Editora Gulliver, à venda no site www.gullivereditora.com.br por R$ 44,90. Com seis livros publicados, essa é a primeira vez que a escritora se arrisca nos versos: “Achei libertador a fluidez do processo, diferente do livro reportagem ou de um romance – minhas experiências anteriores – que mobilizam mais minha racionalidade. No caso das notas, acho que foi um caminho mais rápido entre o que eu sentia e o que tinha a capacidade de expressar por escrito. No fim, eram poemas mesmo, mas quando comecei, nem me dei conta disso”, conta a autora.

Parece Pausa mas é travessia

Parece pausa, mas é travessia

“Parece pausa, mas é travessia”, Sabrina Abreu. Editora Gulliver, 1ª edição, R$ 44,90.

Adquira em: Editora Gulliver: Clicando aqui

Sinopse

Em seu primeiro livro de versos, Sabrina Abreu domina a arte da síntese ao reunir numa obra notas isoladas de um diário visual criado pela autora durante a pandemia. Em “Parece pausa, mas é travessia”, Sabrina divide os versos em duas etapas. Numa delas a escritora expressa o estranhamento dos meses iniciais do período pandêmico, as ironias do novo cotidiano e reflexões sobre o desencanto com a política. Já na segunda parte, compila frases curtas que extraem beleza do estranhamento daqueles dias, e ainda caminha por temas como a esperança, a solidão, a saudade e o desejo de retomar a vida em sua plenitude, com direito a encontros presenciais.

Sobre Sabrina Abreu

Jornalista e escritora nascida em Belo Horizonte. Tem seis livros publicados, entre os quais a grande reportagem “A Voz do Alemão” (editora nVersos, 2013), escrito em parceria com o jornalista comunitário carioca Rene Silva, e o romance “O Último Kibutz” (Simonsen, 2017). “Parece Pausa, mas é travessia” é sua estreia em verso. Desde 2016, vive em São Paulo.

Sobre Klaus Simões 322 artigos
Jornalista pela FIAM, Técnico em Comunicação Visual pela Etec de São Paulo, especialista em coberturas de eventos, esportivas e musicais, geek e alternativo. Responsável pelo NEXP Podcast.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*